Portal das CalopsitasPortal das Calopsitas

Tudo o que você precisa está aqui!
Pesquisar no site:

Início / Cuidados Básicos / Adquirindo sua calopsita / Como identificar o sexo

 

 

A maioria das mutações (colorações) apresenta dimorfismo sexual, isto é, consegue-se identificar o sexo visualmente, porém, apenas após a primeira muda de penas, quando então o macho sofre alterações na cor das penas, enquanto a fêmea não.

A cor cinza (silvestre) é o que melhor apresenta disformismo sexual, isto é, consegue-se identificar o sexo pelo fenótipo (visual) da ave, através da cor de suas penas.  A partir dos 5 meses de vida, o macho passa a ter aos poucos a cor cinza das penas do rosto substituidas pelo amarelo, e as penas do rabo perdem o rajado, sendo substituidas pela cor cinza, completando esse processo ao cabo de 1 ano de idade aproximadamente). As penas nas fêmeas não sofrem alteração.  Isso ocorre nas mutações cara branca, pérola, canela.  As únicas mutações que não ocorre alteração na cor das penas são o Cara Branca-Lutino e os Arlequins.

Além disso, algumas peculariedades de comportamento podem indicar o sexo. Geralmente são os machos que assobiam, cantam e podem até imitar palavras, e essas características podem ser percebidas a partir dos 4, 5 meses de vida.   As fêmeas podem até emitir algum assobio, canto, mas os machos são mais vocalizados.   

Para sabermos com segurança o sexo da ave podemos recorrer ao exame de "Sexagem pelo DNA" que gera resultados de alta confiabilidade em aves de qualquer idade, através da Bilogia Molecular.  

Muito procurado por criadores que precisam determinar o sexo, seja para formar um casal e gerar filhotes, ou apenas para tirar dúvida, é um exame que vem sendo realizado cada vez mais pela facilidade em colher o material e pelo preço do exame.  

O exame pode ser feito através da extração de 4 a 6 penas do peito da ave, ou do sangue através do corte de unha.  O resultado sai rápido e ainda vem acompanhado de certificado da sexagem. Laboratórios costumam cobrar em torno de R$ 13,00 para a realização do exame. Você mesmo pode coletar o material e enviar ao laboratório especializado ou seu veterinário pode fazer isso por você no ato da consulta. 

As penas que caem naturalmente não servem para o exame de sexagem porque contém pouco material genético.  A pena solta-se sozinha porque o folículo que a gerou sofre uma morte programada das células que a seguram, daí a base da pena solta está cercada de células mortas, que não tem muito material de DNA.  Quando arrancamos a pena, a base vem cercada de células vivas, com bastante DNA. 

 



Mapa do Site   |  Direitos autorais   |  Veterinários   |  Livro de Visitas   |  Fornecedores   |  Aves Perdidas/Encontradas   |  Criadores   |  Grupo de discussão

© Portal das Calopsitas - Todos os direitos reservados - Phelipp de Avila - Web Designer, Design Gráfico e Wordpress Theme Developer - 2 usuários online.