Portal das CalopsitasPortal das Calopsitas

Tudo o que você precisa está aqui!
Pesquisar no site:

Início / Cuidados Básicos / Acomodação / Escolhendo a acomodação

ESCOLHENDO A ACOMODAÇÃO

 

Antes de adquirir sua primeira gaiola, leve em consideração alguns fatores : 

1) O tamanho ideal de uma gaiola é aquele que seja o maior possível que você possa proporcionar à sua ave, obviamente.  Mas as dimensões mínimas devem ser adequadas à quantidade de aves que serão abrigadas. Não recomendamos gaiolas redondas!!, pois o seu formato inclusive não permite a disposição de poleiros de forma adequada.

 

2) A largura da gaiola deve corresponder a duas vezes o tamanho das asas da ave abertas, para que seja possível a ave bater suas asas sem esbarrar nas grades da gaiola, nos brinquedos e nos poleiros, deixando as penas do rabo danificadas. 

3) Pense a longo prazo, se você pretende adquirir outras aves, faça a projeção do tamanho adequado da gaiola, para evitar de, no futuro, ter que trocar por gaiolas maiores. 

4) O preço de uma gaiola varia bastante, dependendo da qualidade do material empregado (grossura arame, se pintado em epoxy ou não), do tamanho, se tem pedestal ou não, se tem rodinhas ou não, e por fim, o local em que está sendo comercializado.   

5) Verifique os arames da gaiola, o espaço entre um arame e o outro deve ser de aproximadamente 1,0-1,5cm, evitando assim quear que a ave prenda a patinha ou tente colocar a cabeça nessa abertura.  Não use gaiola de papagaio, pois o distância entre os arames da grade da gaiola, inclusive a do chão, são bem mais espaçados.

 

 

 o espaço do arame da gaiola é inadequado para calopsitas, inclusive a grade de chão, bem como os poleiros grossos para calopsita




                           
                             modelo adequado para 2 calopsitas

 


 

                            gaiola importada (king of cages)

 


viveiro GFenix - 1,00 compr x 1,20 larg x 1,80 alt
 

 

Quais as diferenças básicas no uso de gaiolas e mini-viveiros?

 

As gaiolas tipo voadeiras (1,00m x 0,50cm x 0,50cm) são usadas para aves em época de reprodução.  Geralmente vêm com uma divisória, tornando-a 2 gaiolas de 0,50cm x 0,50cm x 0,50cm, mas o tamanho não é adequado para criação, visto que quando os filhotes saem do ninho, o espaço torna-se extremamente desconfortável e pequeno.  Não há problema de usar esse tipo de gaiola para aves que não estejam em período de reprodução, e até para aves mansas. Veja o modelo a seguir, que é um viveiro, mas pode ser usada uma divisória horizontal quando for necessário :



 

 Os mini-viveiros (com medidas aproximadas de no mínimo 0,60cm x 1,00m x 0,50cm) permitem que as calopsitas subam/desçam pelas suas grades, devido à altura, fazendo com que se exercitem.  Dependendo do comprimento do mini-viveiro, as calopsitas chegam a dar pequenos vôos.
 

              Mini-viveiro                                         Gaiola

 

 
  

1) A gaiola deve ter poleiros de tamanhos e formatos variados.  Você pode usar além do poleiro tradicional que acompanha a gaiola, galhos de árvore, de preferência de árvores frutiferas, como a goiabeira por ser forte, resistente a fungos e bichos. Mas serve de qualquer árvore, prefira galhos que não tenham casca solta, muitos nós ou espinhos, de madeira inteiriça (não porosa).  Procure colocar os poleiros na parte mais alta da gaiola, porque é onde a ave gosta de ficar, lembrando sempre que deve-se colocar a quantidade mínima possível de poleiros, a fim de deixar sempre bom espaço para as aves circularem.


                                    uso de galho de goiabeira como poleiro
 

 
2) No caso de poleiros lisos, passe uma faca para formar ranhuras na madeira, dessa forma a ave consegue maior firmeza ao se empoleirar.
 

3) Coloque os poleiros de forma que o rabo da ave não esbarre na parede da gaiola, assim evita que a abre quebre as penas pela má disposição dos poleiros.  O tamanho e o formato da gaiola também propiciam penas do rabo quebradas.

O poleiro da foto a seguir além de o diâmetro ser inadequado (os dedos da calopsita não conseguem agarrar o poleiro), ainda assim é liso.




O poleiro abaixo tem formato totalmente inadequado (quadrado), um convite para futuro problema como pododermatite (veja em DOENÇAS) :

 


imagem cedida por Fábio Mota



Visite nosso album de fotos de
gaiolas e mini viveiros !

 

 

 GRADE DE CHÃO
 

Usar ou não a grade do chão da gaiola tem prós e contras :
 
- sem a grade :
      . ave em contato com o chão, melhor para andar, etc.
      .as fezes da ave oxida a placa de metal, e se não for feita lavagem da mesma acaba sendo corroída e furando (dependendo da qualidade do   material isso pode ocorrer mais rapidamente ou não).
       . a ave adquire maior resistencia imunologica nesse ambiente rústico,  assim como ocorre com 1 criança descalça (opinioes de criadores).

 

    - com a grade :
      .evita-se o contato da ave com a sujeira do fundo da gaiola.
      .a ave pode enroscar o pé por entre as grades e machucar, isso pode acontecer com aves novinhas, ainda não habituadas com a grade.
      .se a grade do chão for de malha larga (muitas vezes o dono, sem saber, está usando gaiola de papagaio pra calopsita) aí as chances são   maiores de enroscar os pés.




Mapa do Site   |  Direitos autorais   |  Veterinários   |  Livro de Visitas   |  Fornecedores   |  Aves Perdidas/Encontradas   |  Criadores   |  Grupo de discussão

© Portal das Calopsitas - Todos os direitos reservados - Phelipp de Avila - Web Designer, Design Gráfico e Wordpress Theme Developer - 3 usuários online.